BLOGGER TEMPLATES - TWITTER BACKGROUNDS

"Anástasis- A Verdade é uma Mentira"







O Anástasis já não se encontra à venda em nenhuma livraria. Caso estejam interessados em adquiri-lo contactem-me, pf, via email: anastasis.maria@gmail.com.



Boas Leituras!





domingo, 27 de setembro de 2009

Momentos...

O momento é sempre último e fim em si mesmo.
Não existem momentos de nada, por mais insignificantes que nos pareçam, pois não existem momentos vazios.
Um momento pode representar a conquista ou perda de uma vida, de um amor, de uma paixão, de um abraço, de um amigo, de uma boa gargalhada.
Todos e quaisquer momentos por mais ténues que se revelem são únicos e irrepetíveis para a definição da nossa existência.
Desde que nascemos, até ao segundo que antecede a nossa partida, somos matéria e alma resultante de uma comunhão de momentos, bons ou maus, ou até mesmo inúteis. Mas, somos sempre a soma desses momentos.
Num momento podemos optar por escolher quem somos ou decidirmos apenas por onde queremos seguir, podemos optar pelo que é certo ou pelo que é errado, podemos optar por continuar a ler o livro que tanto prazer nos dá. Podemos rir, brincar, protestar, cozinhar, fumar, ou dormir, mastigar, escutar, pentear, num momento podemos mentir, decidir, partilhar, ... Podemos tropeçar, viajar, sonhar.
Num momento podemos ser tudo aquilo que queremos ou simplesmente sermos, estarmos, vivermos.
Se calhar vale a pena pensar nisto, nem que seja só por um momento.

2 comentários:

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Sim, um momento pode ser determinante.

Interessante, o video.

beijinhos amigos

madalena lima disse...

muito giro e bem escrito